Candidatura de Eduardo Campos chateia Dilma

CLÁUDIO HUMBERTO

A presidenta Dilma está chateada com os movimentos do governador Eduardo Campos (PSB-PE) para viabilizar a própria candidatura a presidente, em 2014. Ela acha “legítima” a pretensão, mas avalia que sua reeleição é a melhor opção para Eduardo, que poderia tentar obter o apoio do PT, em 2018. Curiosamente, Dilma acha que a candidatura de Eduardo seria uma manobra para forçar a volta de Lula em 2014.

Teoria da conspiração – Para os “dilmistas”, Eduardo Campos estaria a serviço dos “lulistas”, aliados dele no PT, para forçar a candidatura de Lula em 2014.

Projeto adiado – Para a presidenta, “o pior dos mundos” para Eduardo Campos seria a volta de Lula, que tentaria reeleição, adiando os planos dele para 2022.

Dívida eterna – Eduardo Campos afirmou que somente abriria mão da candidatura à presidência caso Lula pretendesse retomar o cargo, em 2014.

Recado duro – No ato do PT, Lula desafiou a oposição a “se juntar com quem quiser”, mas Dilma vencerá em 2014. O recado seria para Eduardo Campos. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas