Alan Sanches defende frente parlamentar dos hospitais atuando na AL

Sanches: ”Frente Parlamentar, tem por finalidade, buscar a sobrevivência das Santas Casas”
Salvador – O deputado estadual Alan Sanches, membro da comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa e médico por formação, requereu à Mesa Diretora da AL a criação da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas da Bahia. Defensor contundente da continuidade dos serviços “de tamanha relevância para a população e que há muito vem sofrendo pela instabilidade dos repasses de recursos”, Alan Sanches busca reforçar a luta para que as essas entidades não fechem as portas.

A Frente já existe na Câmara Federal (presidida pelo deputado federal Antônio Brito) e foi proposta na Câmara de Salvador pelo vereador Edvaldo Brito. Para o deputado, o problema a cada dia se agrava – a prefeitura de Salvador, por exemplo, deve aos hospitais filantrópicos cerca de R$ 54 milhões oriundos do governo federal que não são repassados – e a união dos três parlamentos (municipal, estadual e federal) fortalecerá a busca por uma solução definitiva para a instabilidade financeira vivida por essas entidades.

“Nós precisamos resolver de vez o sofrimento dessas instituições com o executivo municipal. A cada mês os gestores dessas filantrópicas, cujo nome já diz, presta serviços à sociedade, principalmente às pessoas mais carentes, e não possui como finalidade a obtenção de lucro, ficam em estado de pavor sem saber se vão receber, quando vão receber e se isso ocorrerá em dezenas de vezes. No caso de Salvador, se a prefeitura não pode arcar com o que lhe compete que passe definitivamente a responsabilidade para o governo estadual. O que não pode é comprometer a qualidade do serviço prestado”, disse, complementando que na Bahia 14 unidades não suportaram o arrocho financeiro.

Alan Sanches destaca ainda que sentará à mesa com o secretário estadual de Saúde, Jorge Solla, bem como com o titular da pasta do município, José Antonio Rodrigues para explicar o alcance da Frente, assim como discutir medidas que possam dar fim ao sofrimento dessas entidades. “E confio no apoio dos mesmos que conhecem de perto o atual caos no setor de saúde na grande Salvador e a contribuição que as filantrópicas vem dando”, concluiu, complementando que irá também solicitar o apoio dos colegas com a certeza de que serão unanimemente signatários.

Notícias Relacionadas