Governo federal aplica calote em agências de viagens

CLÁUDIO HUMBERTO

O Tribunal de Contas da União já examina pedido de medida cautelar contra órgãos do governo federal que aplicam um calote gigante em agências de viagens, que por isso acabaram com o crédito cortado pelas empresas aéreas. Há casos como o do Ministérios da Cultura, que deve R$ 602 mil, Ministério da Justiça (R$ 483 mil) e Correios (R$ 557 mil). O assunto está sob exame do ministro Aroldo Cedraz (TCU).

Porta certa – As agências de viagens bateram na porta do TCU, contra o calote, porque ao tribunal cabe monitorar o fiel cumprimento de contratos.

Beiço milionário – Em apenas uma das agências de viagens, o “beiço” de 26 órgãos do governo federal soma R$ 5 milhões em contratos obtidos por licitação.

Devo, não nego… – Não pagam passagens que utilizam órgãos como Presidência e Polícia Federal e ministérios como os da Fazenda, do Esporte e… do Turismo. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas