Trabalhadores dos portos programam paralisações para pressionar o governo

Sabrina Craide
Agência Brasil

Brasília – Os trabalhadores do setor portuário de todo o país vão parar suas atividades na próxima sexta-feira (22), das 7h às 13h, e na terça-feira da semana que vem (26), das 13h às 19h. A decisão foi tomada em uma reunião da categoria hoje (19), em Brasília.

De acordo com o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), presidente da Força Sindical, o objetivo é pressionar o governo federal para que sejam feitas as mudanças introduzidas na Medida Provisória (MP) 595/2012 que trata da reestruturação do setor. As principais exigências são a paridade de custos entre portos públicos e privados e a manutenção da contratação de trabalhadores por meio do Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo).

Na quarta-feira da semana que vem (27), haverá uma nova reunião, em Brasília, para avaliar os rumos da paralisação. “Caso não tenha acordo antes da votação da medida provisória, aí tem uma greve geral nacional por tempo indeterminado”, disse Paulinho.

Notícias Relacionadas