Prédio que pegou fogo na Esplanada dos Ministérios não tem alarme de incêndio

Sabrina Craide
Agência Brasil

Brasília – O prédio onde funcionam os ministérios dos Transportes e das Comunicações, que teve um princípio de incêndio na tarde de hoje (19), não tem sistema de alarme de incêndio. A evacuação dos funcionários foi feita boca a boca, segundo o chefe da Brigada de Incêndio do prédio, Wdirley Lopes. “O alarme está em fase de aquisição, não tem no prédio”, disse. Segundo Lopes, os dois ministérios têm aproximadamente 1,5 mil servidores, e mais 500 pessoas passam todos os dias pelo prédio.

A origem do princípio de incêndio foi uma pequena explosão na subestação da Companhia Energética de Brasília (CEB), no subsolo do ministério. Segundo o chefe de Comunicação Social do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Mauro Sérgio de Oliveira Francisco, o incêndio foi controlado rapidamente, mas a fumaça subiu pelos tubos de ventilação entrando em vários andares. A CEB desligou a energia do local para o trabalho dos bombeiros, que usaram exaustores para retirar a fumaça.

O tenente-coronel ressaltou, no entanto, que as causas da explosão ainda serão apuradas pela perícia, que deve concluir o laudo em cerca de 15 dias. “A perícia do Corpo de Bombeiros vai verificar a parte de prevenção e do combate ao incêndio e a perícia da polícia em relação a algum possível cometimento de crime ou negligência”.

Notícias Relacionadas