Deputado do PCdoB declara Yoani Sánchez “persona non grata”

LUÍS AUGUSTO GOMES

A Assembleia Legislativa da Bahia retomou ontem os trabalhos no ritmo de sempre: o painel eletrônico indicava a presença de 40 deputados, mas só havia 11 no plenário. Até o fim da sessão, que durou uma hora, 15 foi o número máximo de parlamentares.

“Para variar”, o primeiro orador inscrito no pequeno expediente foi o deputado Álvaro Gomes, que se mostrou furioso com a presença na Bahia da blogueira cubana Yoani Sánchez, adversária do regime de Fidel Castro.

Leia também:

“O PCdoB declara a senhora Yoani Sánchez persona non grata na Bahia. É uma blogueira a serviço do imperialismo, da CIA e da direita para desestabilizar o sistema de Cuba, que há mais de 50 anos resiste ao bloqueio da maior potência militar e econômica do mundo, que são os Estados Unidos”, bradou Álvaro.

O deputado disse que a política implantada na ilha caribenha pela revolução comunista resultou numa “medicina exemplar, numa educação de qualidade e numa justa distribuição de renda para toda a população”, concluindo seu discurso fortemente emocionado: “Viva Cuba! Viva o comandante Fidel Castro!”

Protesto – O pronunciamento de Álvaro só foi contestado uma vez, quando ele afirmou que Sánchez tinha “o repúdio do PCdoB e dos democratas”. O deputado Paulo Azi, que é do DEM, protestou: “Não meta os democratas nesse bolo”. (Por Escrito)

Notícias Relacionadas

2 Comentários

  1. Diogenes

    A arrogancia e falta de respeito dessas minorias deprimidas é conhecida, pois como pode o mesmo falar em nome quer da nação ou de um Estado.. lhe falta representatividade

  2. Reginaldo Henrique dos Santos

    Parabéns ao deputado e ao PCdoB da Bahia! De fato, esta traidora da pátria cubana é o que de pior existe na mídia corporativa e manipuladora. Um produto pronto e acabado do reacionarismo midiatico internacional!

Comentários estão suspensos