New Hit: mulheres protestam e pedem cadeia para pagodeiros.

Várias mulheres se manifestaram na chegada dos pagodeiros acusados de estupro.
O julgamento dos integrantes da banda New Hit, acusados de estuprar duas fãs adolescentes, foi iniciado, por volta das 10h30 desta segunda-feira, 18, após um princípio de confusão no Fórum Edgar Mendes de Quintela, na cidade Ruy Barbosa (a 320 km de Salvador). Com a chegada dos músicos ao local, algumas mulheres romperam o cordão de isolamento policial indo de encontro aos carros onde estavam os acusados. Os policias, no entanto, conseguiram conter as manifestantes. Com faixas e cartazes escritos ‘Estupro é crime’, elas cobram uma decisão da justiça contra os pagodeiros.

O tumulto, que teve de ser contido pela polícia, foi provocado por membros da Marcha Mundial das Mulheres. Elas furaram o cerco policial e invadiram o fórum quando os músicos chegaram ao local. Os músicos são acusados de estuprar duas fãs após um show na cidade de Ruy Barbosa em agosto de 2012.

Depois de 30 minutos, quando a confusão foi controlada, os acusados começaram a ser ouvidos individualmente pela juíza titular da Vara Crime de Ruy Barbosa, Márcia Simões Costa. A rua do fórum está interditada desde o início da manhã e a segurança do município foi reforçada pela Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe). Ao todo, 18 policiais estão no local.

Além dos músicos, quem também será ouvido é o policial militar Carlos Frederico Santos de Aragão, 28 anos, que também já está no fórum. Ele é acusado de ser conivente com o estupro.

A juíza ouviu as testemunhas de acusação. No total, 14 pessoas vão depor contra os músicos. Não há informações sobre o número de testemunhas de defesa.

As vítimas do crime ainda não compareceram ao julgamento. Segundo informações extraoficiais, as adolescentes, que também serão ouvidas, estariam com medo de ir ao fórum devido à presença de cerca de 20 fãs favoráveis aos acusados, que gritam “New Hit, eu te amo!” “New Hit unido jamais será vencido”.

Notícias Relacionadas