Famílias lutam pelo direito à moradia em comunidade de Mata Escura

Salvador – O vice-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado Yulo Oiticica (PT), foi procurado por representantes de 800 famílias da comunidade Paz e Vida, localizada no bairro da Mata Escura, em Salvador, para intermediar as negociações do terreno que ocupam. O local estava abandonado e depois da ocupação, a comunidade foi surpreendida com uma ação de reintegração de posse.

O parlamentar se reuniu no último domingo (17) com as lideranças da comunidade. Durante o encontro, além de solicitar o apoio do deputado, a comunidade disse que está na localidade desde o ano passado e a área era inutilizada.Também denunciaram que, depois da ocupação, o “proprietário” começou a ameaçar os moradores com homens armados.

“Queremos continuar aqui e iremos lutar por nossa moradia. Somos país e mães de famílias que buscam apenas o desejo de levar uma vida digna para criar nossos filhos”, declarou o morador Carlos Alberto Araújo.

“Os moradores da Comunidade Paz e Vida não estão cometendo nenhum crime, apenas lutam por um direito constitucional, a moradia. Pois, se trata de área que era improdutiva e não cumpria seu papel social, portanto, passível de ocupação” disse Yulo.

O parlamentar acionou a Defensoria Pública para acompanhar o caso e colocou o seu gabinete à disposição dos moradores. Nesta terça-feira (19), às 10h30, os moradores farão uma grande manifestação em frente ao Fórum Ruy Barbosa, onde haverá uma audiência para debater a questão.

Notícias Relacionadas