Crise estoura no Flamengo e José Carlos Dias sai após racha com diretor

A nova gestão do Flamengo vive sua primeira crise nos bastidores da Gávea. Em meio a uma auditoria da Ernst&Young sobre as finanças do clube e mudanças de procedimentos, a reorganização interna provocou um racha entre o vice-presidente do Fla-Gávea e ex-vice de finanças de Marcio Braga, José Carlos Dias, e o diretor executivo do departamento, Clément Izard.

Segundo o site Globoesporte.com apurou, José Carlos Dias pediu a demissão de Clément ao vice-presidente de Administração e TI, Cláudio Pracownik, que não aceitou. Diante disso, Dias decidiu sair. A reportagem teve acesso a um e-mail enviado a um grupo de discussão com membros da diretoria em que José Carlos Dias renuncia após a manutenção do diretor.

“Não existe a possibilidade de ele continuar trabalhando comigo. O rapaz não tem educação, maltrata os funcionários e se acha acima de todos. Arrogante demais. Não respeita decisões, hierarquia, etc. Entretanto, alguns podem exigir para que ele fique. Neste caso, terão que escolher: José Carlos ou Clément”, diz o e-mail.

Segundo uma fonte ligada à administração do clube, a demissão de dois parentes do antigo vice do Fla-Gávea Cacau Cotta foi o estopim da crise entre Dias e Clément. Durante a tarde, um ex-chefe de torcida com relações com Cacau chegou a postar em sua conta no Facebook que Clément seria demitido. O relacionamento entre Dias e Cacau, contudo, estaria estremecido, e o racha seria relacionado a outras posições de Clément. (Globoesporte.com)

Notícias Relacionadas