União Europeia discute sobre Síria, Mali e Coreia do Norte

Renata Giraldi
Agência Brasil

Brasília –  A partir de amanhã (18), em Bruxelas, na Bélgica, os chefes da diplomacia da União Europeia discutirão a possibilidade de suspender o embargo de armas à Síria. A crise na Síria completa, em março, dois anos. Ao longo do período, mais de 60 mil pessoas foram mortas, inclusive mulheres e crianças.

A possibilidade do fim temporário do embargo à venda de armas é uma proposta do Reino Unido e tem apoio da França e Itália, porém há restrições de vários países. As decisões sobre as medidas restritivas exigem o apoio de todos os 27 integrantes do bloco.

Na sessão de amanhã também deve ser debatida a crise no Mali (África). Está em discussão  a proposta de envio de uma missão europeia para o países africano. O Mali vive em clima de guerra devido à disputa entre forças leais ao governo e grupos extremistas islâmicos.

Também deverá ser discutida a possibilidade de reforçar as sanções à Coreia do Norte, que anunciou novos testes nucleares, colocando em alerta todos os países vizinhos.

Notícias Relacionadas