Prefeitura começa a tirar nesta segunda os ambulantes das passarelas

A passarela do Iguatemi é uma das mais atingidas pela ação dos ambulantes (Foto: Reprodução)
O reordenamento planejado pela Prefeitura de Salvador começa nesta segunda-feira (18) com a retirada dos ambulantes das passarelas. A ação, parte da operação Ordem na Casa, da Secretaria da Ordem Pública (Semop), pretende banir o comércio informal desses locais até meados do ano.

Considerado “emergencial” pela prefeitura, o ordenamento deve contar com apoio das polícias Civil e Militar, além da Guarda Municipal. Entretanto, a Semop garante que a intenção é que seja uma ação pacífica.

“As passarelas não são locais para se ter ambulantes, pertencem ao pedestre”, enfatiza a titular da pasta, Rosemma Maluf, acrescentando que não há garantias de segurança a esses profissionais em passarelas.

Segundo ela, a maior parte dos vendedores que atuam nesses locais não é licenciada. “Se houver alguém que esteja regularizado, nós vamos relocar”, afirma.

Crítica – O presidente da Associação de Trabalhadores Informais de Salvador, Arismário Barreto, o Alemão, afirmou que a entidade até concorda com o ordenamento, mas reprova a retirada dos trabalhadores. “Tem que padronizar e organizar a cidade. Mas, simplesmente retirar, sem dar opção para a pessoa trabalhar, não existe”, afirma. (A Tarde)

Notícias Relacionadas