Sobrinha de Barbosa é demitida do Senado por suposta ofensa a Renan

O post que foi a razão da demissão dizia: "E a gente achou que o único problema daqui fosse o Renan Calheiros"
O post que foi a razão da demissão dizia: “E a gente achou que o único problema daqui fosse o Renan Calheiros”
A postagem de uma foto no Facebook protagonizada por um rato morto dentro do prédio do Senado custou a vaga de duas estagiárias da Casa, uma delas sobrinha do atual presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa. A foto era acompanhada do seguinte comentário: “E a gente achou que o único problema daqui fosse o Renan Calheiros” (veja imagem reproduzida ao lado).

O caso veio à tona por matéria do Correio Braziliense. Os comentários foram postados pelas duas na manhã de quarta-feira, 6 de fevereiro.

Provando que o Senado está atento às redes sociais, uma delas recebeu a ligação do chefe à tarde, já após o expediente, agendando uma conversa para o dia seguinte.

Ao chegar, no entanto, foram apresentadas à carta de demissão da Secretaria de Recursos Humanos, onde trabalhavam, no prédio da Gráfica do Senado. Coincidentemente, era o mesmo edifício em que Joaquim Barbosa havia trabalhado na década de 70.

“Não imaginei que fossem tomar uma medida tão radical. Vários servidores do Senado compartilharam o abaixo-assinado contra o Renan nas redes sociais, eu mesma havia feito isso semanas antes”, afirmou a amiga da sobrinha do presidente do Supremo, que falou ao jornal em condição de anonimato. As duas apagaram o conteúdo das redes sociais.

A sobrinha de Barbosa teria, inclusive, apagado a conta do Facebook, segundo o Correio. Ela estuda Direito.

Ambas recebiam R$ 820 mensais para trabalhar quatro horas por dia, mais R$ 130 de ajuda para transporte.

Renan Calheiros – As garotas atuaram dentro do intenso movimento nas redes sociais contra a permanência de Renan Calheiros na presidência do Senado. Uma petição online contra ele, embora sem valor legal, já chegou a 1,533 milhão de assinaturas.

Por meio de sua assessoria, o senador afirmou que não havia tomado conhecimento do caso, nem teve envolvimento na demissão das duas, que ocorreu no âmbito da Diretoria Geral.

Já o Senado tomou uma posição institucional. Em nota, a Casa afirma que a administração, “ao tomar conhecimento de um ato de indisciplina, tem o dever de agir de acordo com as normas vigentes e em cumprimento ao Termo de Compromisso assinado pelas estagiárias”. (Marco Prates, de Exame)

Notícias Relacionadas

2 Comentários

  1. Karine Lucas T Fonseca

    Que desaforo uma mensagem dessas!!! Aposto que foi a Assembléia dos Ruminantes que estimulou a demissão da garota!!! Qualquer rato que se preze se sentiria ofendido em ser comparado a Renan!!!

  2. jay

    na verdade, se ela não fosse sobrinha do grande Barbosa, não teria coragem de fazer uma brincadeira tão comprometedora, com ela própria, já que deixou o registro de sua identidade, no mínimo deveria usar um e-mail diferente… A moça não deve ser tão ingênua assim…

Comentários estão suspensos