Aprovada fusão da American Airlines e da US Airways

AGÊNCIA ANSA

Nova York – O conselho de administração da American Airlines (AA) e da US Airways aprovaram a fusão das duas companhias aéreas norte-americanas, a qual criará um novo conglomerado do transporte aéreo, com uma capitalização de cerca de US$ 11 bilhões, de acordo com o jornal Wall Street Journal.

O acordo vai servir principalmente como plano de reorganização para a AA, que em novembro 2011 pediu concordata para o Tribunal de Nova York. A fusão prevê que os credores da American Airlines possuam 72% da nova empresa, e aqueles da US Airways, 28%.

O chefe do novo colosso aéreo será o atual diretor geral da US Airways, Doug Parker. Por sua vez, o diretor-executivo da AA, Tom Horton, será o presidente do Conselho de Administração, pelo menos até 2014, quando haverá a primeira assembléia dos sócios da nova empresa, após a American Airlines superar o estado de crise.

O Conselho de Administração da nova empresa será composto por 12 conselheiros, cinco dos quais escolhidos pelos credores da American Airlines, três da própria AA e quatro pela US Airways. O conselho deverá se reduzir para 11 membros, quando Horton sair.

O acordo ainda terá de ser aprovado por um juiz que está acompanhando a concordata da American Airlines, em um processo que poderia demorar alguns meses.

AnsaLatina

Notícias Relacionadas