Roberto Gurgel pede pressa no julgamento de onze governadores

CLÁUDIO HUMBERTO

Procurador-geral da República, Roberto Gurgel pretende que o Supremo Tribunal Federal e o Tribunal Superior Eleitoral julguem até julho os processos de cassação de onze governadores. As ações são por abuso de poder econômico e político, compra de votos e uso indevido dos meios de comunicação. O Ministério Público já pediu a cassação de governadores como Tião Viana (PT-AC) e Anchieta Jr. (PSDB-RR).

Lista negra – Do PMDB, estão na lista Roseana Sarney (MA), André Puccinelli (TO) e Sérgio Cabral (RJ). Já do PSB, Cid Gomes (CE) e Wilson Martins (PI).

Faltaram provas – Dos eleitos em 2010, o TSE só julgou até agora a ação contra Rosalba Ciarlini (DEM-RN), também acusada de gastos ilícitos. Foi absolvida.

Histórico – Em 2008 e 2009, o TSE cassou o então governador da Paraíba, Cássio Cunha, do Maranhão, Jackson Lago, e de Tocantins, Marcelo Miranda. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas