PM flagra 201 motoristas embriagados durante carnaval no DF

Pedro Peduzzi
Agência Brasil

Brasília – As 4,5 mil abordagens feitas pela Polícia Militar (PM) do Distrito Federal (DF) ao longo do feriado de carnaval resultaram em 2,8 mil notificações e na apreensão de 60 veículos, a maioria por problemas de documentação do automóvel ou do motorista. De acordo com a PM, 201 condutores foram flagrados com sintoma de embriaguez. Desses, 14 foram conduzidos a delegacias.

As abordagens ocorreram entre sexta-feira (8) e a madrugada de hoje (13), com a colaboração do Batalhão Rodoviário da PM. “Fizemos pente-fino mesmo”, disse à Agência Brasil o comandante do Batalhão de Trânsito (BPTran), tenente-coronel Anderson Moura.

“Estes números são bastante positivos porque mostram a eficiência dos cercos que fizemos nas imediações de onde o carnaval estava sendo festejado. Isso certamente ajudou a evitar acidentes”, informou o comandante. “Ainda estamos aguardando a consolidação dos dados oficiais, mas nossa expectativa é de considerável redução no número de mortos, que no [mesmo período do] ano passado foi dez”, acrescentou.

Segundo o levantamento prévio da PM, até o momento foram contabilizadas duas mortes. “Em princípio, é um número bom porque representa redução drástica. Provavelmente os números finais devem representar o melhor índice dos últimos dez anos”, prevê o comandante.

Outro motivo de comemoração para o tenente Moura é a mudança de postura dos foliões, “que usaram ônibus, táxis, esposas e amigos para se deslocar”.

Instituída pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a  nova Lei Seca está em vigor desde 23 de janeiro. Os motoristas que apresentarem índice acima de 0,34 miligrama de concentração de álcool por ar alveolar terá de pagar multa de R$ 1.915,40, além de perder por um ano o direito de dirigir e de ser punido com sete pontos na carteira de habilitação.

Notícias Relacionadas