Bento XVI não participará da escolha de novo papa, afirma porta-voz

O papa Bento XVI não vai interferir na escolha do seu sucessor, nem exercer qualquer função concreta no Vaticano a partir das 20h do dia 28 deste mês (17h de Brasília), quando sua saída se efetivar.

A promessa, que contraria a avaliação da maioria dos analistas, foi feita ontem pelo porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, um dia após o surpreendente anúncio da renúncia por motivos de debilidade física.

O Vaticano também revelou que o pontífice de 85 anos utiliza um marca-passo “há muitos anos”, mas negou que problemas cardíacos estejam relacionados à sua renúncia.

Após deixar o posto, segundo Lombardi, o papa vai primeiro descansar na residência de verão, próxima de Roma. Depois, ele passará a viver em um convento dentro dos muros do Vaticano.

Na prática, haverá então dois papas, um aposentado e outro no Palácio Apostólico, vivendo na cidade-Estado. Informações da Folha de SP. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas