Polícia já prendeu 659 pessoas por urinar na rua durante o carnaval do Rio

Vinícius Lisboa
Agência Brasil

Rio de Janeiro – O número de pessoas detidas por urinar na rua durante a passagem dos blocos de carnaval do Rio de Janeiro continua a subir e chegou hoje (12) a 659, com a detenção de mais 29 foliões no Bloco das Carmelitas, em Santa Teresa, que reuniu 8 mil pessoas nesta manhã. Do total, 57 pessoas detidas durante o período eram mulheres, e 16, estrangeiros.

Os agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública apreenderam 170 bebidas, duas churrasqueiras, seis caixas de isopor, 8 quilos de carne e um botijão de gás no tradicional bloco. Quatro barracas de ambulantes foram desmontadas.

Durante os desfiles de terça-feira na Avenida Marquês de Sapucaí, 708 pessoas foram atendidas nos postos do Sambódromo e Terreirão do Samba. Destas, 29 foram encaminhadas para a emergência na rede municipal de saúde.

O número total de atendimentos chegou até agora a 1.852 nos quatro dias, e os motivos mais frequentes foram desidratação, dor de cabeça e mal-estar. Em cada dia de desfile do Grupo Especial, mais de 70 mil pessoas lotaram as arquibancadas da Marquês de Sapucaí.

Notícias Relacionadas