ONU critica realização de testes nucleares da Coreia do Norte

AGÊNCIA ANSA

Seul – A Coreia do Norte realizou hoje seu terceiro teste nuclear e recebeu duras críticas do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, do secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, e reprovações dos governos da Rússia, Reino Unido, Japão Coreia do Sul e Itália. Após os testes o Conselho de Segurança da ONU estuda convocar uma reunião extraordinária.

A explosão, que aconteceu por volta das 12h locais (1h do horário de Brasília), gerou um tremor de 4,9 graus na escala Richter, informou a Organização do Tratado de Proibição de Testes Nucleares, agência de controle de testes nucleares sediada em Viena, na Austria.

Algumas horas após o tremor a Coreia do Norte admitiu o teste e deu detalhes, como o uso de um dispositivo menor e com uma força maior dos usados nos testes de 2006 e 2009.

Mesmo após as críticas, o país prometeu novos testes e “ações mais fortes” se Washington incentivar atos violentos. “O último teste foi o primeiro passo, dado com a maior moderação possível”, informou a agência norte-coreana KCNA.

O secretário-geral do ONU, Ban Ki-moon, condenou o governo norte-coreano por uma “clara e grave violação das resoluções do Conselho de Segurança”. O secretário se disse “seriamente preocupado pelo impacto negativo que um ato profundamente desestabilizador para a região, que ainda por cima vai contra os esforços globais para a não proliferação nuclear”.

A Coreia do Norte já havia realizado outros dois testes nucleares na região, que despertaram muita tensão no leste asiático, levando os membros do Conselho de Segurança da ONU a convocarem uma reunião de emergência, na época.

Notícias Relacionadas