Salvador e RM têm 21 assassinatos em três dias de carnaval

VICENTE DE PAULA

Isso mesmo! A partir das 6h40 de sexta-feira 8 até às 22h51 de domingo 10, a Secretaria de Segurança Pública registrou 21 homicídios, entre as vítimas 3 menores. No circuíto do carnaval, apenas um assassinato, na madrugada de sábado, no relógio de São Pedro, com a prisão em flagrante do criminoso, nas imediações do prédio da Polícia Civil, na Piedade.

Confira nomes e locais

Sexta-feira 8, a patir das 6h40 atè às 21 horas, 8 homicídios: ignorado, aparentando 23 anos, Federação; M.S.N., 16 anos, Mata de São João; Rafael Rangel Santos, 20 anos, Portão; Rafael Cristiano Reis Góes, 26 anos, Alto de Coutos; Ignorado, aparentando 30 anos, Vila de Abrantes; Luis Carlos dos Reis, Machado, 20 anos, Terceira Etapa de Castelo Branco; Felipe dos Santos Santana Jr., 31 anos, Pero Vaz e Romilson Gomes de Oliveira, 20 anos, Baixa do Fiscal.
Neste mesmo período ocorreram 18 furtos/roubos de veículos. Ônibus assaltados, 4.

Sábado 9 – A partir das 4h23 até às 23h47, de acordo com registro da SSP, 7 homicídios. Ailton Paulo Pereira de Souza, 56 anos, Alto do Peru; Marcelo Oliveira de Jesus, 24 anos, Itinga; Jeferson Oliveira Silva, 26, Periperi; Roberto Santos Pereira, 44, Pernambués; Ignorado, aparentando 20 anos, Federação; Josenildo Luciano Borges Santos,36 anos, CIA 2 e Alvaro Alexandre, 25 anos, Piedade. Veículos roubados: 4 – Ônibus assaltados, 5.

Domingo 10 – Entre zero hora e 22h15, aconteceram 6 homicídios. Miguel Natalício Santos de Jesus, 32 anos, Candeias; José Wilson Paixão Barbosa, 20 anos, Uruguai; Marcelo Amorim, 35 anos, Mata de São João; Israel de Jesus Santos Dantas, 22 anos, Cajazeiras XI; D.A., 15 anos, Pernambués e J.A.O., 17 anos, Vera Cruz. Veículos furtados/roubados: 14 – Ônibus assaltados, 6.

Arrastão e violência – Apesar da estatística da Secretaria da Segurança informar que a violência caiu 5,03%, a realidade é bem diferente. A violência e os roubos aumentaram muito em relação ao canraval do ano passado.

Os crimes de furtos e assaltos aconteceram precedidos de ataques violentos desencadeados contra mulheres e pessoas de todas as idades. As áreas mais violentas, depois do circuíto Barra/Ondina foram o centro da cidade, compreendendo Piedade e Carlos Gomes, Av. Sete e Ladeira de São Bento.

Na Barra/Ondina, entre 22 e 23 horas de sábado, a Polícia Militar desapareceu do local – parece até armação orquestrada entre policiais e ladrões – e mais de 50 marginais promoveram intensa pancadaria, agredindo pessoas e roubando, na tora, bolsas, carteiras com documentos, jóias e celulares.

O fato causou estranhesa, pois somente 30 minutos depois apareceram alguns policiais militares, completamente desinformados, afirmando que nada sabiam. Esse fato, causador de muita indignação de turistas, precisa ser apurado pela Corregedoria da Polícia Militar juntamente com o gabinete do secretário da Segurança Pública. (Blog de Vicente de Paula)

Notícias Relacionadas