Pontificado de Bento XVI foi “curto, mas difícil”, diz líder da União Europeia

 Agência Brasil

Brasília – O pontificado do papa Bento XVI foi “curto, mas muito difícil”, disse hoje (11) o presidente do Conselho da União Europeia, Hernam van Rompuy, em mensagem de poucas linhas divulgada em Bruxelas, na Bélgica. “Respeito profundamente a decisão do papa Bento XVI, especialmente tendo em conta que não está em linha com a tradição”, declarou.

O alemão Joseph Ratzinger, eleito papa em 2005, aos 78 anos, anunciou hoje, durante um consistório (reunião de cardeais para dar assistência ao papa nas suas decisões) no Vaticano, a sua renúncia a partir do dia 28 de fevereiro devido “à idade avançada”. Ratzinger, um dos cardeais mais idosos eleito papa, está com 85 anos. Antes dele, o último chefe da Igreja Católica a renunciar foi Gregório XII, no século 15 (1406-1415).

Um novo papa deverá ser escolhido até a Páscoa, em 31 de março, disse o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, anunciando que um conclave deve ser organizado entre 15 e 20 dias após o afastamento do pontífice. Ele assumiu o posto em meio a um dos maiores escândalos enfrentados pela Igreja Católica em décadas – a denúncia de abuso sexual de crianças por clérigos.

Notícias Relacionadas