Santos com Neymar leva surra do Paulista na Vila Belmiro

Santos (SP) – Para ficar na liderança isolada do Paulistão Chevrolet 2013, o Santos recebeu o Paulista na tarde deste domingo (10), mas acabou derrotado pelo time de Jundiaí pelo placar de 3 a 1. O resultado deixa o Santos como vice-líder do Paulistão, com 14 pontos, um a menos que a Ponte Preta. O Paulista sobe para nove, aproximando-se do G8.

O Santos começou a partida tocando a bola e tentando passar pela defesa do Paulista, que teve a primeira chance aos seis minutos, quando Cassiano Bodini roubou a bola no meio-campo, partiu com ela até a área e mandou o chute que passou perto da meta santista.

Logo depois, Marcelo Macedo recebeu na entrada da área e bateu de primeira para a defesa de Rafael. A primeira chance santista foi na cabeçada de Durval, aos 17, que passou por cima do travessão. Depois, Marcos Assunção bateu falta e Richard caiu para ficar com a bola.

O Santos ia mais ao ataque e tocava mais a bola, enquanto o Paulista buscava o contra-ataque. Montillo tentou o chute em bola cruzada da direita, mas mandou longe do gol.

No segundo tempo, o Santos seguiu no ataque, criando chances e dando trabalho para a defesa do Paulista, mas o time de Jundiaí teve pênalti marcado a seu favor quando Guilherme Santos usou o braço para fazer falta em Cassiano Bodini. Marcelo Macedo bateu e abriu o placar para o Paulista.

O Santos buscava pressionar, mas parava na defesa do Paulista. Marcos Assunção, aos 20, bateu falta e Cícero por pouco não fez de cabeça o gol de empate santista. Aos 27, Kasado, de longe, deu trabalho para a defesa santista. Em nova cobrança de falta de Marcos Assunção, Richard conseguiu defender.

Neymar, aos 35, cobrou falta e a bola foi na trave. O Paulista respondeu em cruzamento de Renato Ribeiro que Cassiano Bodini tocou para o gol e acertou o travessão. Depois, a equipe visitante ficou sem Matheus, que levou o segundo cartão amarelo e depois o vermelho após cometer falta.

O Paulista aumentou o placar aos 39, com Rodolfo, que cobrou falta e a bola foi parar no ângulo direito da meta de Rafael.

Dois minutos depois, Cassiano Bodini fez o terceiro para o Paulista, aproveitando cruzamento da esquerda de Renato Ribeiro para bater de primeira para o fundo das redes de Rafael.

O Santos diminuiu nos acréscimos com Neymar, após jogada de Patito Rodríguez e André, para o camisa 11 chegar e mandar para o gol de Richard.

O Santos tem duelo decisivo pela liderança na próxima rodada, contra a Ponte Preta. O Paulista joga fora de casa com o São Bernardo.

Santos 1 x 3 Paulista

Local: Pacaembu, São Paulo

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho;
Assistentes: Fabrício Porfírio de Moura e Claudenir Donizeti Gonçalves da Silva;
Quarto árbitro: Alysson Fernandes Matias;
Assistentes adicionais: Thiago Duarte Peixoto e Márcio Roberto Soares;

Santos: Rafael; Bruno Peres (André), Edu Dracena, Durval e Guilherme Santos (Felipe Anderson); Marcos Assunção, Arouca, Cícero e Montillo (Patito Rodríguez); Neymar e Miralles.
Técnico: Muricy Ramalho.

Paulista: Richard; Thales, Dráusio, Lázaro e Rodolfo; Matheus, Kasado, Renato Ribeiro e Chiquinho; Cassiano Bodini (Flávio) e Marcelo Macedo (João Henrique).
Técnico: Giba.

Gol: Marcelo Macedo (PTA) aos 6 (pen), Rodolfo (PTA) aos 39, Cassiano Bodini (PTA) aos 41, Neymar (SAN) aos 47 do segundo tempo

CA: Lázaro, Chiquinho e Matheus (PTA); Marcos Assunção e Neymar (SAN)

CV: Matheus (PTA)

Notícias Relacionadas