Assassino de mulher é preso quando assistia desfile do Ilê Ayê no Curuzu

Salvador – Ediaquison Santos Bispo, de 35 anos, que assassinou a companheira Edilene Souza Pereira, 45, em dezembro de 2012, foi preso, na noite de sábado (9), quando acompanhava o desfile do Ilê Aiyê, no Curuzu, bairro da Liberdade. Ele estava foragido desde a morte da companheira e foi conduzido por uma guarnição da Polícia Militar para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

De acordo com a delegada Joana Angélica Santos, Ediaquison estava com a prisão temporária decretada pela 1ª Vara do Tribunal do Júri Sumariante. No dia 12 de dezembro de 2012, ele matou Edilene por ciúmes e escondeu o corpo no interior da própria residência onde o casal morava, no bairro da Massaranduba. Depois trancou a casa, impedindo o acesso de qualquer pessoa ao local.

Quando a família da vítima questionou o desaparecimento da mulher, ele disse desconhecer o paradeiro da companheira. Com o passar dos dias, um mal cheiro muito forte começou a exalar do imóvel, o que motivou os familiares de Edilene a entrarem na casa e descobrirem seu corpo em estado de gigantismo.

O homicida fugiu do local e foi localizado ontem [sábado – 9], acompanhado de uma mulher, no Curuzu. Ouvido no DHPP, Ediaquison foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde passou por exame de corpo delito e, em seguida, conduzido à carceragem do Complexo Policial da Baixa do Fiscal, permencendo à disposição da Justiça.

Notícias Relacionadas