Alckmin decide demitir chefe de Inteligência ligado a José Dirceu

CLÁUDIO HUMBERTO

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), decidiu demitir o chefe de Inteligência da área de Segurança Pública de sua administração, delegado Mauro Marcelo.

Segundo fontes do Palácio dos Bandeirantes, Alckmin foi convencido por assessores de que o delegado, ex-diretor das Agência Brasileira de Inteligência (Abin) no governo Lula, teria ligações muutos fortes com o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, condenado por corrupção, pelo Supremo Tribunal Federal, no processo do mensalão.

Avaliações internas do governo paulista também atribuem o fracasso da política de segurança ao fraco desempenho da inteligência chefiada pelo delegado. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas