PT culpa racha no PMDB por traições a Henrique Alves

CLÁUDIO HUMBERTO

Na tentativa de se safar de retaliações, lideranças do PT afinaram o discurso e garantem que as traições a Henrique Alves (PMDB-RN) – que quase levaram ao segundo turno as eleições ao comando da Casa – vieram dos próprios peemedebistas. Os petistas admitem algumas falhas, mas culpam o racha na bancada do PMDB, após a disputa pela liderança, como principal motivo do resultado final da votação.

Desconfiança – O PMDB suspeita de dedo do governo – que teria todos os motivos para enfraquecê-lo – nos 165 votos de Júlio Delgado (PSB).

Jogo do empurra – Aliados acusam, nos bastidores, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) de operar contra Henrique Alves.

Trair e coçar… – Henrique Alves foi vítima de célebre advertência de Tancredo Neves: “O problema do voto secreto é que dá uma vontade danada de trair…”

Já vai tarde – O deputado Marco Maia (PT-RS) apequenou a presidência da Câmara. Sai do cargo como um Severino Cavalcante dos pampas. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas