EUA investigam vínculo entre bancos do Irã e da Venezuela

AGÊNCIA ANSA

Miami – Os Estados Unidos estão investigando os possíveis vínculos do Irã com os bancos da Venezuela, e suspeita que o governo de Hugo Chávez esteja ajudando o país islâmico a burlar as sanções econômicas impostas pelo programa de desenvolvimento nuclear.

O governo norte-americano iniciou as investigações depois da prisão do ex-presidente do Banco Central do Irã, na Alemanha, com um cheque de 300 milhões de bolívares (cerca de R$ 140 milhões).

Fontes da Casa Branca disseram que, caso se comprove o vínculo entre o sistema financeiro venezuelano e Teerã, os bancos da Venezuela poderão sofrer sanções.

Entre 2010 e 2012, uma série de investigações contra alguns bancos europeus por violar regras impostas contra o Irã, resultou em sanções milionárias contra bancos como Barclays, Lloyds e Credit Suisse.

O analista político Martin Rodil, que investigou os vínculo do Irã com o governo venezuelano, disse que o Banco Internacional de Desenvolvimento (BID) trabalhou em colaboração com diferentes bancos venezuelanos para ajudar a obter financiamento para o projeto de desenvolvimento.

A oposição da Venezuela pede ao governo Chávez que explique como um cheque da moeda venezuelana chegou às mãos de um funcionário iraniano.

AnsaLatina

Notícias Relacionadas