Paraguai investigará acidente que causou a morte do general Oviedo

CLÁUDIO HUMBERTO

A suspeita de atentado político na queda do helicóptero que matou o general Lino Oviedo, que estava em campanha pela presidência do Paraguai, levou o governo a anunciar uma “investigação internacional” para apurar as circunstâncias do fato.

Leia também:

A queda ocorreu na noite de sábado. ‘A ideia é esclarecer como tudo aconteceu’, afirmou em entrevista o diretor da Aeronáutica Civil, Carlos Fugarazzo.

Além de Oviedo, morreram no acidente seu guarda-costas, Derlis Galeano, e o piloto, Ramón Aurelio Picco. O governo declarou três dias de luto pela morte do líder do partido Unace. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas