Collor ganha força com eleição de Renan Calheiros no Senado

O ex-presidente Fernando Collor, goste-se dele ou não, é o maior vencedor na espuma da vitória de Renan Calheiros para a presidência do Senado. Amigo pessoal do senador, que foi seu ministro de Articulação Política, Collor chegou a firmar com Renan, nos seus tempos de presidente, um pacto para permanecer por 20 anos no poder.

Os planos não fluíram como ele esperava – e por um longo momento histórico ambos foram dados como proscritos do meio político. Collor, pelo impeachment, em 1992. Renan, com a renúncia ao mandato de senador, em 2007. Hoje, eles sorriem do destino.

Vinte e dois anos após o início da governo Collor, além estarem em pleno exercício de seus mandatos de senadores por Alagoas, Collor e Renan formam a principal parceria da Casa. De estilo mais calmo e reflexivo, Renan terá em Collor o complemento de quem fala alto, gesticula e usa as palavras como um sabre. Dos 81 senadores, sem dúvida o ex-presidente é o que empurra aos limites mais distantes os benefícios da imunidade parlamentar.(Brasil247)

Notícias Relacionadas