Justiça diz que Rafinha não cometeu injúria contra feto

Foi publicada nesta sexta-feira (1º) decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo negando recurso de Wanessa Camargo e de seu marido, Marcus Buaiz, que pedia a manutenção do filho deles, José Marcus, como parte da ação criminal contra o humorista Rafinha Bastos.

Os desembargadores concordaram com o entendimento do juiz da primeira instância, para quem o bebê, que ainda não havia nascido no início do processo, em 2011, não sofreu injúria por não ter consciência da dignidade ou decoro.

Em setembro de 2011, Rafinha, então humorista do programa “CQC” (Band), afirmou que “comeria” Wanessa Camargo e o bebê que ela esperava. A cantora entrou com ações cível e criminal contra ele.(Fonha de São Paulo)

Notícias Relacionadas