Equipe canadense chega ao Brasil para ajudar vítimas de incêndio em Santa Maria

Paula Laboissière
Agência Brasil

Brasília – Uma equipe da Universidade de Toronto, no Canadá, chega hoje (2) ao Brasil para avaliar a situação de vítimas do incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria (RS). O grupo deve iniciar a aplicação, em pacientes internados, da chamada ventilação extracorpórea. “É como se fosse uma diálise do pulmão, uma filtragem no pulmão, só que é feita com uma máquina que fica fora do corpo” explicou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. De acordo com o ministério, a técnica ajuda a promover uma recuperação pulmonar mais rápida.

A equipe canadense será comandada pelo médico Marcelo Cypel, diretor do programa de suporte pulmonar extracorpóreo da universidade. Os equipamentos necessários para a implementação da técnica, de acordo com o governo brasileiro, já estão disponíveis no estado.

Ao todo, 66 voluntários da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS), entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos e psiquiatras, trabalham no atendimento às vítimas do incêndio, que matou mais de 230 pessoas na madrugada do último domingo (27).

O ministério eviou ao Rio Grande do Sul 22 respiradores, sete ambulâncias de unidade de terapia intensiva (UTI) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu); 30 ventiladores, 30 oxímetros de pulso e 15 monitores.

Além disso, por meio de videoconferências, a equipe da Força Nacional do SUS está em contato com profissionais da Argentina que atuaram em uma tragédia similar. “O que existe de mais moderno está à disposição desses pacientes que estão em Porto Alegre e Santa Maria”, disse Padilha.

Notícias Relacionadas