Produção de bens de capital cai 11,8% e acende sinal amarelo para a indústria

Vitor Abdala
 Agência Brasil

Rio de Janeiro – A indústria de bens de capital, que produz máquinas e equipamentos para a própria indústria e para setores como de agricultura, energia, transportes e construção civil, teve uma queda de 11,8% na produção em 2012. A taxa é quatro vezes maior do que a queda apresentada pela média da indústria geral (-2,7%).

Segundo o coordenador da Pesquisa Industrial Mensal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), André Macedo, o dado é, de certa forma, preocupante, porque os bens de capital representam investimentos. Uma queda na produção do setor pode sinalizar que a indústria, bem como outros setores da economia, não está disposta a investir e a aumentar sua produção.

“O comportamento predominantemente negativo que o setor de bens de capital nos mostra tem uma relação direta com a recuperação mais lenta da confiança do empresariado. Também há uma leitura de que neste momento talvez não fossem necessários maiores investimentos para uma demanda que está dada. Mas é um dado que traz uma preocupação, pela relação direta que bens de capital têm com os investimentos e a modernização do parque produtivo”, disse.

Entre os segmentos que apresentaram as principais quedas na produção entre 2011 e 2012 estão os de máquinas e equipamentos e de caminhões. Segundo André Macedo, a produção menor de caminhões é resultado da antecipação da compra em 2011, uma vez que uma mudança na legislação para esses veículos no ano passado encareceu os produtos. Já as máquinas e equipamentos estão com um nível de estoque muito elevado.

Notícias Relacionadas