Capa » Blogs » Blog do JM » Tragédia na boate: “O corrimão trancou as pessoas,” recorda sobrevivente

Tragédia na boate: “O corrimão trancou as pessoas,” recorda sobrevivente

Brigada Militar confirmou 48 hospitalizados após incêndio que atingiu boate em Santa Maria (RS) e matou ao menos 245 pessoas.

Porto Alegre – Uma das pessoas que estava na boate que incendiou em Santa Maria e conseguiu sair com vida é o dentista Matheus Bortolotto. Ele afirma que o fogo começou logo na primeira música, quando um dos integrantes da banda “Pimenta e seus comparsas”, lançou um sinalizador. O dentista conta que ninguém se assustou de imediato. Bortolotto relata que a correria começou quando as pessoas viram uma fumaça preta e que ele conseguiu fugir rápido.

Leia também:

“O corrimão da boate usado para organizar as filas, trancou as pessoas,” recorda. “Parecia um arame, as pessoas batiam e caíam. Eu ajudei a arrancar os corrimões,” relata. Assim como Bortolotto, muitas pessoas que conseguiram escapar voltaram para salvar outras vítimas. “Os bombeiros também passaram mal intoxicados pela fumaça.”

“Uma menina morreu nos meus braços, senti o coração dela parar de bater. Eu só tinha visto em cena de cinema”, conta. “Mesmo correndo risco, as pessoas se atiravam para dentro da boate para salvar vidas. As ambulâncias não davam conta dos feridos,” lembra. “Não conseguimos usar a saída de emergência. Quem ficou no fundo da boate não teve chance,” lamenta. (Correio do Povo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


cinco + = 10

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>