Dilma pede convocação de Conselho de Segurança para discutir conflito em Gaza

A pedido do Egito, a presidente Dilma Rousseff telefonou, na noite deste domingo, para o Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, pedindo que ele convoque o Conselho de Segurança na busca de uma solução para o conflito entre Israel e a Palestina. Marco Aurélio Garcia, assessor especial da Presidência, criticou a inércia do Conselho quanto se trata de Israel e Palestina.

— Em qualquer assunto, como foi no caso do Congo, o Conselho de Segurança da ONU se reuniu imediatamente. Mas quando se trata do Oriente Médio, nada. Não dá para continuar esta inércia no tratamento do Oriente Médio!

Pela manhã, a presidente Dilma conversou por telefone com o presidente do Egito, Mohamed Mursi, que tem atuado na negociação de paz. Segundo a Presidência, foi Mursi quem pediu para falar com ela. O assessor especial de assuntos internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia, não descartou a hipótese de o Brasil participar de uma mediação no conflito:

— O Brasil sempre disse como intermediou mediação em várias outras ocasiões, em outras crises.

Mas disse que o telefonema de Mursi não foi para discutir ou propor mediação, mas sim fazer uma “consulta” sobre a posição do Brasil:

— Ele (Mursi) ficou muito satisfeito com a posição brasileira. Vamos continuar acompanhando a situação. No momento atual tudo indica que haverá possibilidade de uma posição mais negociada e de curto prazo. (O Globo)

Notícias Relacionadas