Cinco casos de tuberculose em bebês são confirmados em Campinas

Marli Moreira
Agência Brasil

São Paulo – O Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) de Campinas, a 90 quilômetros da capital paulista, informou hoje (9) que foram confirmados mais dois casos de bebês que contraíram  tuberculose no município. Os dois nasceram na maternidade particular Madre Theodora.

O surgimento de casos da doença começou a ser investigado pelo Devisa após a Vigilância Epidemiológica do Estado informar sobre três bebês infectados no município. Em comum, havia o fato de que se tratava de bebês nascidos na Madre Theodora, entre fevereiro e maio deste ano. Com a confirmação dois novos casos, sobe para cinco o número de infectados na instituição.

Mais 13 exames identificaram a presença do bacilo de koch e há três casos suspeitos sob análise.

Segundo o Devisa, os exames que começaram a ser no dia 25 de setembro em 354 crianças nascidas naquela maternidade vão continuar até o dia 22 deste mês. Até a última sexta-feira (5), tinham sido submetidos aos exames 166 bebês.

O hospital informou que, após receber a notificação da Vigilância Epidemiológica do Estado, descobriu que uma técnica de enfermagem estava com a doença. Ela foi afastada e os demais funcionários foram submetidos a exames de raio X e de Derivado de Proteína Purificada (PPD) .

Em nota, a maternidade informou que não há nenhum outro caso de tuberculose na instituição. O passo seguinte foi levantar a lista de bebês que tiveram contato com a funcionária. São os 354 bebês que estão sendo examinados.

Notícias Relacionadas