Feira em Brasília estimula troca de brinquedos entre crianças

Sabrina Craide
Agência Brasil

Brasília – Ganhar um brinquedo novo sem precisar comprar. Essa foi a ideia da 1ª Feira de Troca de Brinquedos de Brasília, realizada hoje (30) no Jardim Botânico. Com a proximidade do Dia da Criança, o objetivo do evento foi repensar o consumo da sociedade e incentivar o relacionamento entre as crianças.

“A troca é o relacionamento da criança com o brinquedo de uma forma diferente. Podemos ter um brinquedo caro trocado por um patinho de borracha. E, para eles, o que importa é brincar”, explicou a organizadora do evento, Raquel Fuzaro, que é membro do Coletivo Infância Livre de Consumismo, um grupo de pais que atua contra a publicidade dirigida às crianças. Segundo ela, toda a divulgação da feira, que atraiu centenas de famílias, foi feita por blogs e redes sociais.

Os irmãos Pietro, de 4 anos e Nikolas, de 2 anos, fizeram várias trocas durante o evento. Para a mãe deles, Katilene dos Santos, o evento é uma forma de valorizar os brinquedos, sem levar ao consumismo. “Há muitos brinquedos com os quais eles não brincam mais, e é uma oportunidade de eles conhecerem outras crianças e não levar ao consumismo. São brinquedos supersimples, mas eles amaram trocar. Às vezes, nós nos preocupamos com o valor, mas eles não, só querem saber se estão se divertindo”.

Maria Fernanda, de 5 anos, trocou uma abelhinha por uma boneca. Os pai dela, Gustavo Linhares e Luciana Linhares, acharam a iniciativa excelente, tanto pelo incentivo da troca quanto pela oportunidade de conhecer outras crianças. “Ela é muito tímida, então a gente tenta fazer com que ela interaja com outras crianças”, disse Luciana.

Para os pais de Sofia, de 1 ano, a principal motivação para participar da feira também foi a interação com outras famílias. “Não sei se ela já está entendendo que está trocando, mas isso se torna uma coisa natural, uma interação espontânea entre as crianças”, disse o pai, Artur Mamede.

Notícias Relacionadas