Operação policial desarticula quadrilha acusada de sonegar R$ 19 milhões

Um carro de luxo foi apreendido durante a operação
Salvador – Uma quadrilha acusada de sonegar R$ 19 milhões foi desarticulada na madrugada desta sexta-feira (28) durante a Operação Faro Fino, ação conjunta das secretarias estaduais da Fazenda e da Segurança Pública e do Ministério Público da Bahia. Ao todo, foram cumpridos seis mandados de prisão (um outro está em aberto) e oito de busca e apreensão.

Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, a titular da Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap), Débora Freitas, disse que o grupo constituiu 20 empresas, que atuavam no comércio varejista e atacadista da área alimentícia em Salvador e que, para sonegar impostos e ocultar patrimônio, tinham um curto ciclo de vida, usando ‘laranjas’ como sócios, entre eles, familiares dos proprietários das empresas, funcionários e ex-funcionários. “É crime de lavagem de dinheiro, e a gente vai recuperar isso para o Estado”.

De acordo com o promotor do Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal do Ministério Público, Ramires Carvalho, novas operações serão realizadas para combater esse tipo de fraude. “O Estado está caçando os sonegadores e certamente outras operações serão feitas”.

As investigações, que culminaram com as prisões nesta sexta-feira, começaram há mais de quatro anos e envolveram 80 servidores, sendo nove do Ministério Público, 36 da Secretaria da Segurança e 35 da Secretaria da Fazenda. Durante o cumprimento dos mandados em bairros como Aphaville, Pituba, Candeal, Bonfim e Brotas, foi apreendida uma grande quantidade de documentos, além de carros de luxo.

Notícias Relacionadas