Índice de Preços ao Produtor sobe para 0,53% em agosto

Rio de Janeiro – O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede a evolução dos preços de produtos na saída das fábricas, sem impostos e fretes, subiu de 0,5%, em julho, para 0,53%, em agosto. Os dados foram divulgados hoje (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em agosto de 2011, o índice havia ficado em 0,16%.

No período de 12 meses encerrados em agosto, a taxa chega a 7,53%, contra 7,14% em 12 meses até julho. A variação acumulada este ano está em 5,59%, ante 5,04% até julho.

Dos 23 setores da indústria de transformação pesquisados, 16 apresentaram acréscimos em agosto, com destaque para produtos das atividades industriais de alimentos (2,04%), confecção de artigos do vestuário e acessórios (1,87%), outros produtos químicos (-1,5%) e perfumaria, sabões e produtos de limpeza (1,19%).

Segundo o IBGE, no acumulado do ano, entre as atividades que tiveram as maiores variações merecem destaque: fumo (15,13%), alimentos (14,37%), papel e celulose (10,03%) e outros equipamentos de transporte (8,25%). Na comparação com agosto do ano passado, as quatro maiores variações de preços foram registradas em fumo (27,38%), alimentos (17,82%), outros equipamentos de transporte (17,28%) e bebidas (14,42%).

Notícias Relacionadas