Exército enviará 500 homens para reforçar segurança nas eleições do Rio

Vladimir Platonow
Agência Brasil

Rio de Janeiro – O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), Luiz Zveiter, definiu hoje (28) a presença de tropas federais em áreas dominadas pelo tráfico ou por milícias na cidade do Rio.

A partir da próxima segunda-feira (1º), cerca de 500 homens do Exército permanecerão, das 8h às 18h, patrulhando a zona oeste, com ênfase no bairro da Gardênia Azul, em Jacarepaguá, e na Favela do Muquiço, em Deodoro. No Complexo da Maré, na zona norte, haverá a presença dos Fuzileiros Navais, mas o contingente ainda não foi divulgado.

A medida foi aprovada ontem (27) pelo plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e hoje Zveiter se reuniu com representantes do Exército, da Marinha, das polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal, além do Corpo de Bombeiros, para concluir o planejamento.

O presidente do TRE justificou a necessidade da presença antecipada das forças federais no estado do Rio para não ter que deslocar os policiais militares que já atuam intensivamente nas unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Inicialmente, Zveiter queria a presença em tempo integral, durante 24 horas, das forças federais. Segundo ele, criminosos poderiam aproveitar a saída dos homens do Exército ou da Marinha para pressionar a população dessas comunidades.

“Quando pedi forças federais, o que eu queria era a vinda de forças para ajudar o trabalho do TRE, sem deslocar as forças do estado, que estão cumprindo seu papel importante nas UPPs e no combate ao crime organizado”, disse.

Zveiter explicou a escolha da zona oeste e do Complexo da Maré para receber reforço de segurança, por causa da existência de comunidades ainda não pacificadas. “Esses locais ainda não tem uma UPP e continuam sob domínio do tráfico e da milícia. São lugares sensíveis e que requerem um olho mais apurado do tribunal para evitar que, no dia da eleição e nessa última semana, possam ter uma influência negativa no eleitorado. É uma prevenção que o tribunal quer fazer”, declarou.

O TSE aprovou também, na sessão de ontem, o envio de tropas federais, mas somente para o dia da eleição, para os municípios de Magé, São Gonçalo, Itaboraí, Rio das Ostras, Cabo Frio, Campos dos Goytacazes e Macaé.

Notícias Relacionadas