Polícia investiga morte de assaltante no Stiep

Salvador – O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) busca identificar o homem que fez os disparos que mataram o assaltante Francisco José Sales Vieira Júnior, 26 anos, na noite de quarta-feira (26), na rua Arnaldo Lopes da Silva, no Stiep. Francisco é acusado de ter praticado, antes de ser assassinado, vários assaltos a transeuntes, em companhia de outro bandido, ferido na perna ao fugir.

Os dois criminosos estavam numa motocicleta Honda, modelo NX Falcon, de cor preta, placa LAO-2075, quando iniciaram a série de assaltos. Com placa adulterada (a original é IAC-2075), o veículo, abandonado no local e apreendido, será encaminhado para perícia. Uma das hipóteses para o crime indica que Francisco teria sido surpreendido por uma de suas vítimas, que estava armada e reagiu ao assalto, atirando na dupla.

O responsável pelo caso, delegado Reinaldo Mangabeira, da 1ª Delegacia de Homicídios (Atlântico), já está ouvindo as testemunhas que estavam no local na hora do crime. Segundo ele, equipes da sua unidade estão procurando identificar na região imóveis que possuam câmeras de segurança, para solicitar as imagens. “Caso existam, uma análise detalhada nos permitiria acelerar o processo de investigação”, calcula.

Um cunhado da vítima, que esteve na cena do crime e se identificou como advogado, também prestou depoimento e disse não ter conhecimento do envolvimento de Francisco em roubos. Também não soube dizer o nome da pessoa que o avisou sobre a morte do cunhado nem explicar como o informante possuía o número do seu telefone.

O delegado Mangabeira lembra que todos os objetos roubados pela dupla foram recuperados pela polícia e se encontram à disposição das vítimas no DHPP, localizado na rua das Hortênsias, 247, Pituba. “Para retirá-los, basta se dirigir à unidade e apresentar um documento de identificação com foto”, pontuou.

Notícias Relacionadas