Greve de fome de opositora foi uma farsa, diz televisão cubana

AGÊNCIA ANSA

Havana – A televisão estatal de Cuba acusou de “falsa” a greve de fome da opositora Marta Beatriz Roque, ao exibir uma gravação telefônica na qual ela teria encerrado o protesto antes de obter suas reivindicações.

Após a ação de oito dias, Roque, de 67 anos, disse à imprensa internacional ser uma “vitória” da oposição, a libertação do dissidente Jorge Vázquez.

No entanto, segundo uma conversa telefônica gravada antes do fim do jejum, Carmen Hernández, esposa de Vázquez, teria dito a Roque que seu marido havia encerrado a greve de fome e que os demais deveriam fazer o mesmo, independente de sua saída da prisão.

Ainda segundo a reportagem da estatal, durante o período de jejum, Roque teria recebido comida de um vizinho e sido atendida por médicos.

AnsaLatina

Notícias Relacionadas