New Hit: pagodeiros indiciados por estupro e formação de quadrilha

Todos os pagodeiros da banda New Hit estão complicados
Salvador – O delegado Marcelo Cavalcanti, titular da Delegacia Territorial de Rui Barbosa, encaminhou à Vara Criminal da Comarca de Rui Barbosa, o inquérito sobre o estupro de duas adolescentes envolvidas com a banda de pagode New Hit, indiciando os nove músicos e o policial militar, que fazia a segurança do grupo, por estupro e formação de quadrilha.

Segundo explicou o delegado, foi possível constatar a existência de provas materiais – como a quantidade de sêmen encontrada nas roupas das meninas e de um dos músicos – através do laudo fornecido pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana. “O volume identificado é bastante superior à quantidade que seria possível atribuir a uma, duas ou até três pessoas”, salientou Cavalvanti, que solicitou também a realização de exames de DNA, para identificar a quem pertence o sêmen presente nas roupas periciadas, resultado que pode demorar mais de 60 dias para ser divulgado.

Concluído em tempo recorde, levando-se em conta a complexidade e o apelo midiático do tema, o titular da DT/Rui Barbosa destacou a forma profissional como foi conduzido o inquérito, desde o flagrante, passando pela obtenção das oitivas das partes e pela proteção oferecida às testemunhas, até chegar à qualidade dos laudos elaborados pelo DPT/Feira. “Foi um trabalho minucioso e muito bem feito em todas as suas etapas, o que nos possibilitou um andamento rápido do procedimento policial”, enfatizou.

Notícias Relacionadas