Brasileiro assume diretoria na Organização para Proibição de Armas Químicas

Agência Brasil

Brasília – O engenheiro químico brasileiro Marcelo Kós Silveira Campos vai comendar a Diretoria de Inspeções da Organização para Proibição de Armas Químicas (Opaq) até 2015. Campos foi indicado pelo diretor-geral da organização, Embaixador Ahmet Üzümcü, e assumiu ontem (24) o cargo, de acordo com o Ministério de Relações Exteriores.

Formado em engenharia química na Universidade Federal do Rio de Janeiro, Campos foi diretor do Departamento de Assuntos Regulatórios e de Indústria da Associação Brasileira de Indústria Química (Abiquim) e representou o Brasil em conferências internacionais sobre o assunto.

Criada em 1997 pela Convenção para Proibição de Armas Químicas, a Opaq é o organismo responsável pela implementação dos objetivos da convenção, entre eles o desarmamento químico, a não proliferação e a promoção da cooperação internacional nos usos pacíficos da química.

Campos terá como funções o planejamento e a execução de todas as inspeções conduzidas pela Opaq, inclusive de arsenais de armas químicas. A diretoria de inspeções é a maior da Opaq em tamanho e orçamento, segundo o Itamaraty.

Notícias Relacionadas