BC revisa projeção de saldo negativo das contas externas de US$ 56 bilhões para US$ 53 bilhões

Brasília – O Banco Central (BC) revisou hoje (25) a projeção de déficit em transações correntes, saldo negativo das compras e vendas de mercadorias e serviços do país com o exterior, que passou de US$ 56 bilhões para US$ 53 bilhões, este ano.

Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, a estimativa passou de 2,38% para 2,31%, para este ano.

Um dos itens que influenciou o projeção do saldo negativo das transações correntes foi a conta de rendas (remessas de lucros e dividendos, pagamentos de juros e salários). A estimativa de saldo negativo passou de US$ 37,9 bilhões para US$ 34,7 bilhões.

No caso da balança de serviços (viagens internacionais, transportes, aluguel de equipamentos, seguros e outros), a revisão do saldo negativo variou de US$ 39 bilhões para US$ 39,1 bilhões.

A balança comercial, formada por exportações e importações, contribui para compensar o resultado negativo dos outros itens da conta-corrente. A projeção para o superávit comercial foi mantida em US$ 18 bilhões.

As transferências unilaterais correntes (doações e remessas de dólares que o país faz para o exterior ou recebe de outros países, sem contrapartida de serviços ou bens) devem ter ingresso líquido de US$ 2,8 bilhões este ano, a mesma estimativa anterior.

Notícias Relacionadas