Projeto Conexões Ibram debate gestão e política de museus no Rio de Janeiro

Paulo Virgilio
Agência Brasil

Rio de Janeiro – A partir da próxima quarta-feira (26) representantes da União, do estado e do município do Rio participarão, por três dias, do projeto Conexões Ibram para debater novas políticas e instrumentos de gestão de museus fluminenses. O projeto, iniciada em março deste ano, chega agora ao Rio e é realizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), órgão vinculado ao Ministério da Cultura (MinC). No Rio, a iniciativa tem parceria da Secretaria Estadual de Cultura.

Para o presidente do Ibram, José do Nascimento Jr., a elaboração de uma política de museus no estado tem grande importância no contexto atual. “O Rio de Janeiro é um estado que receberá nos próximos anos megaeventos culturais e sociais importantíssimos. Por esse motivo, consolidar a Política Nacional de Museus no estado é ainda mais estratégico para o Ibram e para o MinC”, disse.

Na abertura do evento, às 9h do dia 26, no Museu Histórico do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, no centro do Rio, Nascimento Jr. e a secretária estadual de Cultura, Adriana Rattes, assinarão um termo de cooperação técnica para a elaboração do Plano Estadual Setorial de Museus. Ao longo dos debates, museólogos e outros especialistas da área discutirão temas como sistemas e redes de informação em museus e as estratégias de fomento e financiamento das instituições do setor.

De acordo com a superintendente de Museus da Secretaria Estadual de Cultura, Mariana Várzea, “o diálogo entre as três esferas de governo não somente cria as bases de uma política cultural estruturada e universal como também promove uma importante articulação da rede de museus do estado, com a troca de experiencias em áreas que vão da gestão à conservação dos acervos”. Segundo ela, ao final do encontro será apresentada a proposta do plano setorial, “para a discussão e construção pública de um documento que seja uma referência para a cultura no estado do Rio de Janeiro”.

A elaboração do plano setorial, que faz parte do Plano Estadual de Cultura do Rio de Janeiro, já vem mobilizando desde 2009 cerca de 400 profissionais da área, que deram suas contribuições ao longo de reuniões setoriais. Algumas das propostas estão disponíveis na internet, no endereço www.cultura.rj.gov.br/projeto/plano-estadual-de-cultura.

Notícias Relacionadas