Apagão deixa seis estados do Nordeste sem energia elétrica

Uma falha interrompeu o fornecimento de energia por volta das 16h deste sábado (22) em vários municípios da Região Nordeste. O G1 apurou que o problema atingiu ao menos seis estados: Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco e Sergipe.

A causa da falta de energia, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), órgão responsável por administrar o Sistema Interligado Nacional (composto pelas empresas fornecedoras de energia elétrica nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e parte da região Norte), foi um problema nas interligações Sudeste – Norte e Sudeste – Nordeste, atingindo o fornecimento de energia elétrica em parte da região Nordeste do país.

Ainda de acordo com o ONS, as causas do problema ainda não foram identificadas e devem ser apuradas na próxima semana, quando ocorre uma reunião entre os agentes envolvidos, com intermediação da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Segundo as concessionárias de energia, a falha ocorreu em Imperatriz, no Maranhão.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que, quando acontece falha no serviço elétrico, o Operador Nacional do Sistema (ONS) convoca, posteriormente, uma reunião para tratar do assunto. Segundo a Aneel, geralmente é aberto um processo de fiscalização para apurar o incidente e podem ser aplicadas multas. O G1 não conseguiu contato com a assessoria de imprensa do Ministério de Minas e Energia para comentar o ocorrido.

Bahia – Na Bahia, a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) informou que a interrupção ocorreu entre as 15h50 e as 16h10 e atingiu 1,8 milhão de consumidores em 289 municípios do estado.

Pernambuco – Cerca de 1,4 milhão de residências em Pernambuco ficaram sem luz entre as 15h50 e as 16h12, de acordo com a Companhia de Energia Elétrica de Pernambuco (Celpe). Parte da Região Metropolitana do Recife foi afetada, segundo a companhia.

Parte da Região Metropolitana do Recife foi afetada, segundo a companhia, que não soube precisar o número exato de municípios atingidos – dizendo apenas que 45% dos clientes do estado tiveram o fornecimento interrompido. (G1)

Notícias Relacionadas