Opositora cubana encerra greve de fome depois de oito dias

AGÊNCIA ANSA

Havana – A opositora cubana Marta Beatriz Roque encerrou depois de oito dias a greve de fome que mantinha junto com outras 20 pessoas que a apoiaram na reivindicação pela libertação do dissidente Jorge Vázquez.

Segundo fontes da oposição, Roque, de 67 anos, que estava sem consumir nenhum alimento, mas não deixou de beber água, terminou a greve depois que Vázquez foi solto na cidade de Santa Clara, onde mora, a cerca de 400 quilômetros de Havana.

A cubana também atribui seu protesto, que não teve repercussão local e nem foi comentada pelo governo ou pela imprensa do país, à necessidade de chamar a atenção internacional. à necessidade de chamar a atenção internacional para o fato

Antes de começar o jejum, ela garantiu que se negaria a receber atendimento médico apesar de sofrer de diabetes. No entanto, blogueiros que apoiam o governo disseram que a opositora foi atendida durante sua ação por dois médicos.

Em 2009, Roque já tinha realizado outra greve de fome que teve que abandonar com o agravamento de seu estado de saúde.

AnsaLatina

Notícias Relacionadas