Internacional Marítima assume o ferryboat emergencialmente. Para o JM, nenhuma novidade.

Otto Alencar dá entrevista para anunciar que a Intermarítima foi contratada para assuumir o ferryboat. Notícia velha. A empresa já tinha acertado tudo com a Agerba desde 27 de agosto. A notícia exclusiva do JORNAL DA MÍDIA foi desmentida por Otto na época. E agora?

REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA

O secretário de Infraestrutura e vice-governador do Estado, Otto Alencar, confirmou nesta quinta-feira (20) o que o JORNAL DA MÍDIA divulgou há quase um mês: a Internacional Marítima, empresa com sede no Maranhão e filial em Guarujá (SP), é a concessionária escolhida para assumir as operações do sistema ferryboat emergencialmente, após o período de intervenção da Agerba, que deve durar 45 dias.

Quando o JM divulgou a notícia com exclusividade dia 27 de agosto, o secretário negou para a imprensa que a empresa já estivesse sido escolhida. Mas já estava, sim.

Naquele dia, uma segunda-feira, diretores da Internacional Marítima estiveram reunidos com o diretor-executivo da Agerba, Eduardo Pessoa, quando o martelo foi batido.

Os diretores da Internacional passaram três dias em Salvador e mantiveram reuniões frequentes tanto com a direção da Agerba como com profissionais contratados para as operações da empresa no sistema ferryboat. O gerente de Operações que vai ficar à frente do sistema é da Bahia e tem larga experiência na área naval.

A empresa, além de operar no Maranhão, explora a travessia marítima entre Santos e Guarujá, no litoral paulista. Ela passou a operar em São Paulo justamente no lugar da TWB, que na época, 2006, também perdeu o contrato de concessão por lá. Portanto, pela segunda vez a InterMarítima tira a TWB de um serviço.

Leia também:

Notícias Relacionadas