Greve dos Correios é parcial em São Paulo

Marli Moreira
 Agência Brasil

São Paulo – Pelo menos 22 mil trabalhadores, de um total de 35 mil, aderiram à greve dos empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) no Estado de São Paulo. O cálculo é do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios e Similares de São Paulo.

Procurada pela Agência Brasil, a ECT informou que só vai se pronunciar sobre o movimento após a tentativa de acordo no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

De acordo com nota da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), a greve foi deflagrada em 23 regiões do país, envolvendo os filiados de 35 sindicatos. A categoria quer reajuste salarial de 43,7%, ante oferta patronal de 5,2% e outros benefícios.

Por meio de um comunicado em seu endereço eletrônico, a ECT disse que a empresa tem plano para garantir a prestação de serviços à população. Poderá realocar empregados das áreas administrativas, efetuar contratação de trabalhadores temporários, adotar o esquema de horas extras e mutirões para triagem, além de implantar a entrega de cartas e encomendas nos finais de semana.

Notícias Relacionadas