Baixa umidade do ar coloca São Paulo em estado de atenção

Flávia Albuquerque
Agência Brasil

São Paulo – Altas temperaturas e rajadas de vento vão predominar durante todo o dia de hoje (19) na capital paulista, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). No início da tarde, as estações meteorológicas dos aeroportos de Congonhas (zona sul), Campo de Marte (zona norte) e de Cumbica (Guarulhos) registraram 33 graus Celsius (ºC), podendo chegar a 35°C. A umidade relativa do ar está em 25%, deixando a cidade em estado de atenção.

De acordo com o Instituto de Meteorologia (Inmet), a temperatura mínima na madrugada de hoje foi 25,7°C, a maior desde 1979 para essa época do ano – e também superior à marca de 25,3°C, registrada em fevereiro de 1998.

“O calor é normal, o que não é normal é a forte massa de ar quente e seco durante esse período prolongado de 63 dias. A última chuva na capital foi em 18 de julho. De lá pra cá, só chuva fraca ou garoa”, explicou o meteorologista do Inmet, Marcelo Schneider. A máxima ontem (18) foi 34,1°C, a maior do inverno e para o mês desde 2007.

Segundo Schneider, o ar está mais seco no estado devido aos ventos norte e noroeste, típicos dos períodos antes da chegada da frente fria. “Vamos ter um pico de calor no meio da tarde, com umidade baixa e ventos aumentando de intensidade, chegando a 70 quilômetros por hora”. Esses, segundo ele, são sinais da frente fria prevista para a madrugada de quinta-feira (20), inclusive com chuva, porém não tão intensa e mais localizada.

Na sexta-feira (21), a chuva deve ser pouco mais forte – com dia mais úmido e queda de temperatura significativa no final de semana. “Esse período de calor intenso que predominou nos últimos dois meses acaba hoje para chegarem dias mais instáveis, úmidos e com algumas pancadas de chuva. E a primavera, que começa no sábado, começa úmida e fria.”

O meteorologista disse ainda que, inclusive no litoral paulista, a baixa umidade do ar poderão ser percebidas por causa do vento soprando do Norte que aquece ao chegar à faixa litorânea. No Vale do Ribeira, a chuva está prevista para tarde.

Notícias Relacionadas