Imbassahy critica tática do ‘alinhamento’ de Nelson Pelegrino

Salvador – O deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) criticou nesta segunda-feira, 17, a tática utilizada com insistência pelo candidato do PT, Nelson Pelegrino, de se mostrar como o único, dos postulantes à prefeitura de Salvador, que reúne condições para obter recursos federais em prol da cidade.

Segundo Imbassahy, o repasse de verbas para os municípios independe de alinhamento político, termo que os petistas adotaram para substituir hegemonia, como costumavam definir, em tom crítico, as administrações passadas, e que agora pregam como fórmula para resolver os problemas de Salvador.

“Nos últimos anos, a Constituição federal tem assegurado as transferências de forma direta ao município. Além disso, o Executivo, seja ele federal ou estadual, não pode ser partidarizado, tem que trabalhar com todos, da mesma maneira, e não privilegiando determinado grupo político. Assim, estou certo de que o candidato ACM Neto (DEM), não terá dificuldades em obter os recursos necessários para implementar projetos que prevejam o desenvolvimento da nossa capital, inclusive, porque estará cercado por técnicos gabaritados”, disse o deputado.

Imbassahy voltou a afirmar que, se “parceria” fosse fundamental, como diz Pelegrino, a Bahia não estaria desacelerando, perdendo posições em setores importantes como atração de investimentos e turismo, entre outros, conforme tem ocorrido.

“Não adianta falar em parceria com os governos federal e estadual se o governante não tem competência para administrar. O prefeito precisa ser competente e ter bons projetos para conseguir recursos e não de alinhamento político”, concluiu.

Notícias Relacionadas