Flamengo arranca empate em 1 a 1 com o Grêmio no Engenhão

Rio de Janeiro – O Flamengo mostrou ímpeto, raça, mas isso não foi suficiente para vencer o Grêmio neste domingo (16), no Engenhão. Apesar de jogar melhor que o adversário durante os 90 minutos, o Rubro-negro saiu perdendo e conseguiu apenas empatar o confronto, com um golaço do menino Adryan: 1 a 1.

Com o resultado, o Rubro-Negro segue em 16º, com 28 pontos, quatro à frente do Z-4. Está há sete partidas sem ganhar. Mas saiu aplaudido pela torcida após o apito final. O próximo compromisso será diante do Atlético-GO, em Goiânia, no domingo (23).

Com as derrotas do líder Fluminense e do vice Atlético-MG, o Grêmio foi a 48 pontos, na terceira colocação. Tem três a menos que o Atlético-MG e cinco de defasagem para o Fluminense.

No primeiro tempo, de bom, apenas uma bola no travessão para o Flamengo. O melhor momento rubro-negro aconteceu com Liedson, aos 23 minutos, após Ibson arrancar pelo meio e encontrar Ramon na esquerda. O lateral cruzou, mas o atacante do Fla não conseguiu balançar a rede.

Antes, aos 17, o Grêmio havia marcado com Marcelo Moreno. Elano deu belo passe para o atacante gremista, que saiu nas costas de González e completou para o gol.

Outro fator positivo para o Flamengo foi a entrega. O time mostrou muita vontade durante os 45 minutos iniciais, mas pecava na qualidade dos passes, principalmente no campo de ataque. Sendo assim, o Grêmio segurava a vitória.

Veio o segundo tempo e Dorival Junior lançou o menino Adryan no time, no lugar de Luiz Antonio. E se já tinha mais posse de bola que o adversário, o Flamengo ampliou essa vantagem. Logo aos oito minutos, Love teve boa chance de marcar, mas não conseguiu chutar forte. Em seguida, novamente o Artilheiro do Amor esteve perto de balançar a rede, após receber passe de Ibson.

E foi com Adryan que o Flamengo chegou ao empate. Ibson sofreu falta na entrada da área gremista e o jovem atacante rubro-negro cobrou com maestria, no ângulo de Marcelo Grohe.

O ímpeto rubro-negro diminuiu, mas o domínio, não. Dorival Junior lançou o jovem Nixon no lugar de Liedson, aos 29 minutos. E em seu primeiro lance o atacante formado na base rubro-negra quase virou. Ele recebeu passe de Léo Moura e chutou na saída do goleiro do Grêmio, que conseguiu defender, com o pé.

Bottinelli ainda entrou no time, no lugar de Léo Moura, mas o Flamengo não conseguiu, apesar de pressionar muito, a virada em cima do Tricolor Gaúcho: 1 a 1.

Notícias Relacionadas